Make your own free website on Tripod.com
NOSSAS RIQUEZAS

O Governo diz que não temos recursos

Como não temos recursos?

Por acaso não temos uma imensidão de terras férteis, com a maior parte ainda não utilizada?

Terras férteis são fundamentais para o desenvolvimento da Agricultura. Terras férteis são fundamentais para a criação dos
rebanhos

Por acaso não temos a maior quantidade de água potável do planeta?

Água potável é água para beber - é o que mais falta no mundo. Guerras estão sendo previstas no mundo por causa de água potável.

Por acaso não é o nosso subsolo um dos mais bem dotados da Terra em riquezas minerais (ferro, ouro, alumínio, nióbio, manganês, quartzo etc.)?

Mas, para que servem essas coisas?

Todos os meios de transporte - carros, trens, aviões, etc. - ssão feitos utilizando ferro, alumínio, manganês e outros metais.
Sem os metais, os edifícios modernos não existiriam, e nem mesmo a grande maioria dos utensílios usados atualmente poderia ser fabricada. Sem o quartzo não existiriam as maravilhas da eletrônica - as televisões, os rádios, os computadores, etc.

Nota: O Brasil detém A MAIOR RESERVA de quartzo de primeira qualidade do mundo. Ele é exportado a um preço inferior a 5 dólares o quilograma. E nós importamos componentes eletrônicos, chips de computadores, feitos com o nosso quartzo, a um preço superior a 3.000 dólares o quilograma.

Isso é entrega criminosa do patrimônio nacional!

E o nióbio, Dr. Enéas? Nuca ouvi falar em nióbio!

E o nióbio, ah! O nióbio é o metal do próximo século, que permite construir aviões supersônicos, trens sem trilhos, etc. O
nióbio é fundamental para a indústria pesada. E o nosso Brasil é o maior produtor de nióbio do mundo, com mais de 95% da produção mundial!

Nota: Só a mina de araxá, em Minas Gerais, tem 8 milhões de toneladas de metal contido. Ao preço médio de 60.000 dólares a
tonelada do metal, no mercado internacional, isso representa um patrimônio de 480 bilhões, cerca de MEIO TRILHAO DE DÓLARES. E o nosso nióbio é vendido a preço de banana.  Isso é entrega criminosa do patrimônio nacional!

Por acaso não temos as maiores florestas do planeta?

Por acaso não temos um dos maiores rebanhos da Terra?

Etc. etc. etc. etc.?

Enfim, seria muito difícil viver hoje sem esses recursos essenciais, esses sim, recursos verdadeiros, bases da riqueza real, e
não a falsa riqueza, a riqueza do papel pintado.

E então, como é que o senhor diz que não temos recursos?

Bom, tudo isso é verdade, mas dinheiro mesmo nós não temos.

Ah, ah, ah!!!  O senhor está falando de outra coisa. Eu estou falando de riqueza verdadeira.

Sim, mas sem dinheiro eu não compro nada!

Vamos por partes!

O dinheiro é um símbolo, que nada mais é do que a representação formal dessa riqueza. Por isso é que só o Estado pode fabricar dinheiro.

Então, está havendo uma confusão. Como é que, com todos esses recursos, com toda essa riqueza verdadeira, nós não temos
dinheiro?

É porque o Estado brasileiro, como tantos outros (Argentina, México, Chile, etc.),submetendo-se às regras do Fundo Monetário
Internacional - F.M.I., abriu mão da sua prerrogativa máxima, atrelando nossa moeda ao dólar.

Mas o dólar não é uma moeda forte?

É forte apenas porque os Estados Unidos têm o maior poder militar do mundo e emitem, a seu bel-prazer, sem nenhuma regra,
tantos dólares quantos forem necessários para se apoderarem das riquezas dos outros países.

Os Estados Unidos emitem dólares em quantidade muito superior à riqueza real daquele país - os dólares são puro papel pintado, e é com esses dólares que eles compram as riquezas do mundo.

Mas antes o cruzeiro não era atrelado ao dólar!

Que é isso!

Sempre foi: cruzeiro, cruzeiro novo, cruzado, cruzado novo, U.R.V.,  real - o sistema de referência é sempre o dólar, que é a moeda
mundial. Não podemos negociar com nenhum outro país a não ser com o dólar.

Mas o real agora é tão forte quanto o dólar.

Que é isso, cidadão!

Não existe mais moeda nacional.

Se um real eqüivale aproximadamente a um dólar,é porque o dólar é igual ao dólar, é igual a ele mesmo.

Mas, ainda assim, existe uma saída gigantesca de dinheiro, de modo oficial, que é canalizado todo ele para pagamento dos juros
gigantescos - os maiores do mundo - com que é pago o serviço da dívida interna.

E a corrupção? O senhor não falou nela!

Ela é criminosa, dolosa, existe em todos os níveis, mas não é o problema principal. Os meios de comunicação, principalmente a televisão, convencem a população que esse é o mal maior. Mas não dizem que a perda oficial, mantendo as taxas de juros,
como sempre têm feito, em níveis elevadíssimos, provoca uma sangria gigantesca dos recursos, que faz com que os corruptos sejam verdadeiros ladrões de galinha.

Então o problema é só o pagamento das altas taxas de juros?

Não, cidadão! Esse é um problema fundamental, sem dúvida, que desvia dezenas de bilhões de dólares por ano. As privatizações
implicam desvios de centenas de bilhões de dólares. E há muito mais, tudo oficializado.  Só o patrimônio da Vale do Rio Doce é avaliado em cerca de US$1.500.000.000.000,00

(um trilhão e quinhentos bilhões de dólares!!!!!).

Assim, a gente entende porque não há dinheiro para a Educação, para a Saúde, para as Estradas, para o Serviço Público em
geral.

Não há dinheiro para nada que seja relacionado com a vida do povo brasileiro, ou seja, para eles, tudo!!! Para o povo brasileiro,
nada!!!

Então não há saída.

Claro que há!

O essencial é voltar à realidade. É ter coragem para enfrentar a armadilha que nos foi imposta pelos donos do mundo, que
comandam o Sistema Financeiro Internacional

Só há uma saída:

É a ruptura com o Sistema Financeiro Internacional.

1